quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Poemas de Amor





Paixão amorosa,
Que cresce do fim
Nasce no horizonte
Morre no monte.


Longe de ti,
Perto do teu coração,
Aqui sozinho, a escrever
Daqui a um bocado, a morrer.


AMO-TE ANA!
Especialmente para a nossa amiga Ana
(Gato Dourado)

7 Comments:

Anônimo said...

poix... na verdade gostei mtmt mas ha um problema "eu gosto do Eusébio" mas lembra.t k gosto mtmtmtmtmtmt d ti luis... mas komo "amigo"! mts bjokas da ana

Anônimo said...

olha tens hi5? rspd pf... bjokas ana

Anônimo said...

adorei a visita ao ciclo... bjokas pa todos........ ana

Anônimo said...

oh luis olha os abusos... ve la o k escreves... bjokas da vossa amiga anocas... haha ate rima

Anônimo said...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
carla said...

olá eu sou a carla tenho 29 anos e adorei ver o vosso blog. achei super interessante a maneira como a poesia tb mexe com a camada mais jovem. eu k adoro ler e escrever, e principalmente poesia, achei fantastico, n sei k idade tens mas deu para perceber k escreves mesmo aquilo k sentes parabéns. um bjinho de uma fã da vossa escola.

Anônimo said...

Ana, tanto te fodo de pé
como na cama.
Se me chupares a piça
vais ficar mais roliça,
se me bateres uma punheta
deixo-te sentar a peida na minha lambreta....looooooooool....